quarta-feira, 13 de maio de 2015

Ir para a cama sem comer...

Foi um dos castigos que tivemos de aplicar no fim-de-semana à Dona Laura... Confesso, ando a ficar cansada de tanto braço de ferro e desta vez não foi comigo, foi com o pai e mesmo assim é duro assitir e é duro ver castigar e manter a posição firme!
 
Tudo se passou domingo ao almoço e a Laura de repente esqueceu tudo: as boas maneiras, como sentar à mesa, como usar os talheres, para que serviam (a faca foi simplesmente atirada para o meio da mesa porque não tinha utilidade), não gostava da comida, não tinha fome, queria ver desenhos animados e como não satisfazíamos a sua vontade tudo isto aconteceu no meu de uma choradeira/ladainha monumental, enquanto o Lourenço, o pai e eu tentávamos desfrutar da nossa refeição de domingo. Mas a tampa saltou (e bem) ao pai, que pegou nela sem dizer mais nada do que as mil e uma advertências já dadas e a colocou na cama para dormir a sesta sem almoçar.
 
Chorou, chorou, não dormiu, mas acalmou e passada pelo menos 1h chamou e pediu para sair da cama e que menina exemplar que de lá veio, brincou em silêncio para não acordar o Lourenço, obedeceu, pediu comida e lanchou/almoçou sozinha, com muita educação e muito bem.
 
Minha rica filha!

Sem comentários:

Enviar um comentário