quarta-feira, 25 de março de 2015

Pequenos Gestos

Já diz a música: dar e receber devia ser a nossa forma de viver! Eu sou apologista de dar, destralhar e dar a quem faça bom uso do que já não nos é útil. 
 
Estes dias em casa de baixa médica e já com alguma força e coragem para devagarinho ir fazendo algumas coisas, além de ter a ajuda preciosa do B, têm sido dias de destralhar a nossa casa.
 
Começámos pela limpeza de vários monos da nossa garagem que incluíam móveis das nossas antigas casas, objectos que já não nos dizem nada e que fomos entregar na Associação RETO em Loures. A RETO é uma organização sem fins lucrativos e a sua finalidade é a ajuda GRATUITA a pessoas com problemas de toxicodependência, alcoolismo e marginalidade social numa perspectiva da fé cristã.
 
O roupeiro dos miúdos também foi alvo de limpeza assim como alguns caixotes com roupas deles que tinha guardados na garagem e ainda brinquedos que fomos entregar na Ajuda de Berço na Avenida de Ceuta.
 A Ajuda de Berço acolhe 40 bebés que lhes são encaminhados pelos Tribunais e/ou Comissões de Protecção de Crianças e Jovens e/ou Segurança Social de crianças em situação de perigo iminente, nomeadamente:
1. Ausência de condições socioeconómicas e habitacionais;
2. Negligência nos cuidados;
3. Maus tratos;
4. Abandono;
5. Internamento hospitalar da mãe;
6. Aguardar apoio da família alargada;
7. Toxicodependência/Alcoolismo/Prostituição;
8. Doença psiquiátrica dos pais.
 
O meu roupeiro também levou uma voltinha, menor, pois há algum tempo que ando neste processo de destralhe, coloquei algumas das roupas no contentor da Humana que tenho ao pé de casa. A Humana Portugal tem por finalidade a ajuda humanitária internacional em países e comunidades mais carenciadas mediante a implementação de projetos de ajuda e cooperação para o desenvolvimento no âmbito da Educação, Cultura e Assistência.
 
Na estante dos livros, como escrevi aqui, consegui fazer uma selecção, alguns já foram vendidos através da internet e os restantes serão encaminhados para a Déjà Lu. A Déjà Lu é uma loja que vende livros já lidos. Poderíamos chamar-lhes livros em segunda mão, mas não é a mesma coisa. Afinal, estes são livros que já fizeram companhia a alguém. São agora revendidos por uma causa solidária. Porque 100% do valor das receitas reverte para a APPT21 (Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21) e para o Centro de Desenvolvimento Infantil Diferenças.

A realidade é que me sinto mais leve, o ambiente cá em casa está mais leve e a sensação de ter ajudado alguém que precisa e que vai fazer bom uso do que já nos foi útil é muito boa!

1 comentário:

  1. Estou contigo Cláudia! Sou fã da ajuda de berço e o que fazem com as mães soletiras e não só ! Associação Reto, é fantástica e na região de Lisboa vai inclusivé buscar a casa o que é óptimo! Sempre que tenho coisas é a eles que chamo, vêm ao Estoril 1 vez por semana. As melhoras. Beijinhos
    http://amniotico.blogspot.pt/

    ResponderEliminar