sábado, 7 de março de 2015

Anonas

Confesso que a anona foi um fruto que experimentei há muito pouco tempo, gostei bastante do sabor embora me tenha surpreendido com a quantidade de caroços que o fruto tem.
Entretanto em conversa com algumas pessoas que sabem da minha busca por uma vida mais saudável soube mais sobre o fruto, fiz alguma pesquisa e a anona é um fruto cheio de propriedades espectaculares que não podia deixar de partilhar!
A anona também pode ser chamada de fruta do conde ou graviola e existe todo o ano (esta semana comprei anonas nacionais, cultivadas na Ilha da Madeira).
Em termos nutricionais, a anona é um fruto bastante completo, sendo rico em água, fibra, vitamina C e vitaminas do grupo B; possui ainda  cálcio, fósforo, ferro e potássio e hidratos de carbono (especialmente a frutose).
 
Dos vários benefícios para a saúde, podemos salientar os seguintes:     
  • Efeitos anti-cancerígenos, ajudando a combater células malignas em diversos tipos de cancro (incluindo o do cólon, da mama, do pâncreas, da próstata e do pulmão).
  • Actuação contra as infecções bacterianas.
  • Regulação da tensão arterial alta.
  • Acção anti-depressiva e de combate aos distúrbios nervosos.
  • Efeito purgante no organismo.
Dois estudos recentes revelam ainda a presença de duas classes de fitoquímicos na anona: a classe dos flavonóides, representada pela epicatequina, a quercetina e a kaempferol, e a classe das acetogeninas, em altas concentrações, uma classe que parece possuir efeitos anti-inflamatórios e anti-tumorais.
Através do seu consumo, há uma concentração abundante de vitaminas, minerais, fibras e fitoquímicos, o conjunto identificado com a capacidade anti-neoplásica.
 
Como vêm é um fruto anti-cancerígeno que devemos usar e abusar de forma preventiva e se conhecem alguém que infelizmente esteja a passar por um diagnóstico neoplásico, recomendem a ingestão diária de uma anona, pois dizem que a fruta é muito mais potente e selectiva do que alguns químicos usados na quimioterapia.
 


Sem comentários:

Enviar um comentário